Blog

Como a prática do Beach Tennis é afetada pela pandemia?

covid no beach tennis

O tema covid no beach tennis teve destaque nos últimos meses em todo o planeta. Em respeito à pior fase desde o início da pandemia de covid-19, em março do último ano a maioria dos municípios brasileiros passou a restringir ainda mais a presença de pessoas em espaços públicos e abertos, como parques e praias.

Em março deste ano (2021), o Rio de Janeiro, maior cidade litorânea do país, decretou o fechamento de suas praias, proibindo a circulação de ambulantes, o banho de mar, o estacionamento na orla e a prática de esportes na areia.

Apesar disso, nenhuma recomendação do município ou do estado é definitiva, dada a impossibilidade de pressupor um futuro para a pandemia como um todo.

Dessa maneira, a Confederação Brasileira de Tênis (CBT), que rege a prática de Beach Tennis no Brasil, publicou em seu site oficial um protocolo de retorno baseado nas instruções da OMS, documento que destacamos no decorrer deste artigo.

Quais são os padrões mínimos para a volta da prática, considerando o covid no Beach Tennis?

Em primeiro lugar, a Confederação reitera que qualquer decisão do governo municipal, estadual ou federal está acima das recomendações empregadas ao longo do documento.

É importante frisar que, ao adequar o esporte aos moldes de uma pandemia, o protocolo apenas reduz os riscos de infecção, mas não tem a capacidade de eliminar esse risco.

Dito isto, confira a seguir os padrões mínimos para o retorno à prática do Beach Tennis, que podem ser aplicados, inclusive, por clubes, academias, points ou associações.

  • Implemente o distanciamento social: é recomendado que os organizadores modifiquem ou não realizem a troca de lados; mas, se ela for necessária, lembre-se de manter o mínimo de 2 metros de distância entre os envolvidos;

  • Mantenha os jogadores afastados: dentro ou fora das linhas, cadeiras e bancos não devem ser divididos; sobre o aquecimento, evite que ele aconteça junto da rede;

  • Elimine o contato físico desnecessário: durante e depois das partidas, não é necessário que você aperte a mão de seu adversário, por exemplo;

  • Identifique as bolas de cada jogador: você também pode identificar as bolas, de modo que cada jogador utilize seu próprio terno por game ou saque; a medida serve para evitar o contato indireto entre os beach tenistas;

  • Evite o compartilhamento de materiais: a preferência é dosalimentos e bebidas individuais, além dos papéis e toalhas descartáveis; não compartilhe e mantenha separados os demais itens de uso pessoal;

  • Prepare-se para o dia do jogo: o uso dos vestiários não é recomendado, por isso é importante aparecer já preparado; é mandatório o uso da máscara para entrar e sair do local;

  • Implemente regras de limpeza: ao chegar e ao deixar o local, desinfecte equipamentos como raquetes, mochilas, guarda-sóis e materiais de manutenção do espaço, além dos bancos e cadeiras usados;

  • Sobre o uso da máscara: todos (jogadores, treinadores e preparadores físicos) devem seguir as normas da OMS para a utilização de máscaras.

E quais são os padrões recomendados, para além dos padrões mínimos apontados pela CBT?

Para além dos padrões mínimos, o protocolo aponta outras recomendações apoiadas nas instruções da OMS e reiteradas pela Comissão de Medicina e Ciência do Esporte da Federação Internacional de Tênis (ITF).

Somente partidas e treinos da modalidade simples são recomendados, contando com apenas três indivíduos em quadra, um treinador e dois jogadores. Ademais, todos os jogos devem acontecer em quadras descobertas.

Evite tocar no nariz, na boca e nos olhos. Para o último, é recomendado o uso de óculos escuros.

Entre os materiais que devem ser levados ao local da partida estão as sacolas plásticas (para resíduos), os copos descartáveis, as máscaras, os lenços e o álcool 70%.

Em quais casos não devo praticar Beach Tennis (ou qualquer outro esporte coletivo)?

Aqueles que apresentaram sintomas do covid-19, que tiveram contato com alguém sintomático ou que ainda estão dentro dos 14 dias de resguardo, não devem participar de qualquer atividade coletiva.

Caso aconteça, é muito importante que todos os envolvidos sejam avisados, como os jogadores, os treinadores, os preparadores e, ainda, os administradores do local das partidas.

Além disso, evite praticar esportes coletivos caso você faça parte de grupos de risco determinados pelas autoridades competentes.

Entre eles, pessoas com idade igual ou superior a 60 anos, pessoas com baixa imunidade, pessoas com doenças cardíacas, pulmonares ou renais, gestantes de alto risco, diabéticos etc.

Agora você já sabe o que deve fazer caso o seu município entre em lockdown ou proíba atividades em locais públicos. Atente-se aos principais veículos de comunicação, evite qualquer tipo de risco desnecessário e, se possível, tenha um bom jogo!

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outras Notícias